segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

Viver um novo dia


Mais um ano chega ao fim. Mais um ciclo recomeça. Novas oportunidades de vida, de escolhas, de atitudes. E mais uma vez é possível entender que o novo vem do interior de cada um de nós. Do último dia do antigo para o primeiro do novo, existe a rara possibilidade da decisão imediata. Que o antigo fique para trás, e que o caminho para o novo se abra bem iluminado, plano e reto!

"Nada será novo, se você não mudar". O clichê é óbvio e verdadeiro. Nosso coração é como uma terra, uma ilha isolada e bem habitada, onde há vários tesouros enterrados. A terra não se abre sozinha. O tesouro não brilha quando escondido. É preciso ir em busca do que é precioso, do que é realmente valioso. Necessário descruzar os braços e desenterrar o que pode nos manter vivos, sustentados em terra fértil, um coração abundante do que é eterno. O novo vem se o buscarmos. O velho se vai se o descartarmos.

E talvez esse seja o melhor momento para se fazer o que é preciso. Sair do simples e repetitivo desejo de uma vida nova, para a ação que produza a genuína novidade. Talvez o momento em que os fogos se ascenderem no céu, coloridos, nos lembre do tesouro tão vivo e diversificado que existe em nós a ser descoberto. Talvez as felicitações que faremos uns aos outros nos leve a dar o último abraço e beijo naquilo que é preciso largar de vez para deixar no ano que se vai.

Que em 2014 sejamos coerentes com nossas palavras, sonhos e vontades. Que sejamos humanos de boa vontade para a realização daquilo que mais falta em nosso meio, procurando o que é bom, certo e verdadeiro. Que o nosso modo de vida não seja o mais prazeroso, mas exímio exemplar. Sejamos estrangeiros em um mundo tão obscurecido, chamas vivas de esperança e amor por onde formos, para quem conhecermos.

As estações trazem as mudanças de tempos em tempos. Lágrimas e sorrisos. Choro e alegria. Tempos difíceis existem, mas as circunstâncias não fazem a essência de ninguém. Portanto, saibamos confiar e desfrutar do Amor Maior que nos preenche em todo tempo! Olhar para frente é o que importa. Manter os olhos fixos na luz é o que precisamos. Somente assim teremos os nossos sorrisos sustentados no que é invisível aos olhos. Façamos o seguinte nesse próximo ano: Que a partir da primeira oportunidade possamos refletir todas as noites, dia após dia, algo que, de alguma forma, tenha nos feito sorrir. Uma prática simples que pode levar às mais complexas:

Andar no caminho de novos hábitos produtivos,
Aceitar a verdade e crer em sua plenitude,
Viver a verdadeira vida...

Isso sim condiz com a luz clara de um novo dia.


Postar um comentário