sexta-feira, 30 de agosto de 2013

O começo de algo incrível

 A garota tem um coração invisível, que está ferido, perdido, e não consegue perceber o caminho que a levará mais longe bem a sua frente. Caminho guiado pelo garoto, até então dono de um coração cheio de orgulho, mas agora disposto a lutar o necessário para fazê-la sentir e descobrir o que, provavelmente, ela nunca tenha sentido. Para ela nunca foi fácil acreditar nas palavras, num abraço ou em um beijo carinhoso...



- Não se pode pegar o coração de alguém, sem ter a mínima ideia de como vai segurá-lo, cuidar dele, fazê-lo feliz. Como eu vou confiar no amor?

- Você só pode amar se estiver de olhos bem fechados, pois para entregar o coração a alguém, você deve parti-lo... Quem confia sabe que o outro pode ferir sem querer, mas que é exatamente o responsável pela ferida, o único que poderá curá-la.

Confusa, ela diz: - É difícil, muito difícil para mim. Ainda não sei se estou pronta...

E ele disposto a ACREDITAR, responde: - Tudo bem, eu entendo. Só quero que saiba que, quando perceber que existem coisas permanentes na vida, eu ainda estarei aqui, segurando a sua mão. Sei que, às vezes, dá um pouco de medo e receio por não saber o que vem pela frente a partir de uma decisão, mas eu descobri que o amor vale qualquer risco e qualquer dor. A partir de então, decidi ferir o meu orgulho, limpar toda dor que nele havia, cobri-lo de amor, e entregá-lo a quem viria...
Postar um comentário